quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Palmeira

Esta Fábrica, a da Palmeira, descobri-a por acaso! O Edifício já me tinha chamado a atenção pelas proporções pouco normais numa zona residencial e uma lona inscrita com a palavra vende-se, mas nunca iria adivinhar que se tratava de uma fábrica de bolachas que nunca tinha ouvido falar (principalmente se chegou a colaborar com a Triunfo da Rua dos Oleiros em Coimbra)! Bem... Da história, para não variar, nada sei. Só sei que estava eu e o meu comparsa nestas andanças (já sabem que é o Gigante Urbano) e a dada altura, ao encontrarmos uma fábrica daquelas dimensões completamente despida, ele pergunta-me: "Olha lá pá! Fazes ideia o que seria isto?", ao que eu respondo: "Hum... Se queres que te diga, não faço ideia, mas pelo aspeto diria que é de bolachas! Mas não pode ser, se fosse nós sabíamos!"

Imaginem lá o nosso espanto quando nos deparámos com um poster enquadrado a dizer "Maria de Portugal, bolacha vitaminada, hum... uma delícia". 

Outra curiosidade, foi que tive o meu primeiro acidente nestas coisas do Urbex. O cansaço já era muito depois de 4 spots visitados num só dia, ia eu com o "olho na máquina" à procura do melhor ângulo quando coloco um pé num daqueles taipais verdes a imitar telha(ondulados, antigamente usavam-se muito para servir de telhado a varandas) que cedeu e por baixo "só" tinha um buraco do esgoto! Sorte foi que não me aleijei, já a máquina empenou o filtro (nada de grave). Ficou a lição, mais uma, de abrir bem os olhos!

Digo que terá tido uma ligação à antiga Triunfo de forma meramente especulativa, não tenho certezas. Mas é muito estranho que estejam umas quantas embalagens da Triunfo em bruto perdidas nesta fábrica. Principalmente por essa mesma fábrica ter sido a única das da Triunfo a ser demolida (até agora). 

O que vos posso dizer mais, será a nível arquitetónico a parte mais alta do edifício eram os escritórios em baixo o armazém e zona de carga e descarga, dispunha também de uma nave com dois pisos ligada por um elevador de carga. Independente do edifício da fábrica, havia/há uma casa tipo estúdio que suponho que fossem os aposentos do gerente da fábrica! Anexa a essa casa funcionava também a zona de transformação de eletricidade.











Enviar um comentário