terça-feira, 28 de maio de 2013

Progresso

"Em 1901, surgiu nova fábrica na Pampilhosa, a "Mourão Teixeira Lopes & Cª.", que em 1971 foi vendida a José de Gouveia Monteiro, António Henrique de Elias Nunes Vicente e Luiz Fernades dos Santos, passando a designar-se Cerâmica Progresso da Pampilhosa, Lda. Dedicava-se ao fabrico de produtos de cerâmica de construção com telha, tijolo, peças para saneamento, acessórios para telhado...  …A fábrica fechou nos inícios da década de 90. Em 1994. a EDP cortou o fornecimento de energia eléctrica.” 

fonte: http://www.jf-pampilhosa.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=47&Itemid=60














Enviar um comentário