sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Pavilhão Cirurgico

O Pavilhão de Cirurgia foi construído em 1945 para substituir as funções cirúrgicas do Grande Sanatório, onde se realizavam até então as cirurgias da Estância Sanatorial do Caramulo. 
As intervenções cirúrgicas eram comuns no tratamento da "peste cinzenta", o que acabou por conduzir à existência de uma grande actividade cirúrgica na vila, protagonizadas, com maior ou menor eficácia, pelos vários médicos que constituíram o corpo clínico da Estância Sanatorial. Estas cirurgias (colapsoterapia e tomografia) eram muito temidas pelos doentes, devido à elevada mortalidade das mesmas e pelas deformações torácicas que poderiam provocar, razão pela qual a notícia da operação era, muitas vezes, mal recebida pelos doentes, provocando episódios de alguma violência. As elevadas taxas de mortalidade levaram a visitas de especialistas internacionais na área da pneumologia e tisiologia, bem como algumas substituições da equipa cirúrgica.
À época, este edificio classificado como pavilhão de primeira classe, concentrava toda a tecnologia de ponta  existente para o tratamento da tubercolose. Teve também uma das primeiras lavandarias "automatizadas" que permitia uma melhor desinfecção das roupas de cama.














Fontes: http://lugaresesquecidos.comhttp://geometriasvariaveis.blogspot.pt/ e "O SANATÓRIO DA COVILHÃ - Arquitectura, Turismo e Saúde" de Ana Helena Monteiro (dissertação de mestrado em Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra).

Enviar um comentário